Hackers roubaram milhares de milhões em criptomoedas no ano passado

Troca e remuneração de criptomoedas isentas de IVA e IRS

markgregory / Flickr
No ano passado, durante a pandemia, hackers fizeram grandes desvios relacionados com criptomoedas, faturando cerca de 3,78 mil milhões de dólares (aproximadamente 3,1 mil milhões de euros), segundo um relatório da Atlas VPN.

De acordo com um artigo do ZD Net, embora as perdas sejam enormes, não estão no nível do relatório da Atlas VPN, visto que para a sua elaboração foram utilizados valores de meados de janeiro de 2021, ao invés dos dados relativos aos momentos em que esses desvios foram efetuados.
Dados coletados pelo Slowmist Hacked mostraram que houve 122 ataques em 2020, visando três áreas principais: aplicações descentralizadas em execução na plataforma Ethereum (47 ataques, 437 milhões de dólares); trocas de criptomoedas (28 ataques, 300 milhões de dólares) e 27 ataques a carteiras ‘blockchain’.
As carteiras eram o alvo mais lucrativo, com 3 mil milhões de dólares em perdas e uma média de 112 milhões de dólares por evento de ‘hacking’, em comparação com cerca de 10 milhões de dólares por ataque em aplicações ou trocas na Ethereum.

O ZD Net avançou que houve uma ligeira diminuição no número de ataques relacionados ao ‘blockchain’, com uma queda de 8% em relação aos 133 ataques em 2019, e esse número deve cair ainda mais em 2021.
Contudo, a escala das perdas pode aumentar dramaticamente se o valor das ‘bitcoins’ e de outras criptomoedas mantiverem o crescimento, como fizeram em 2020.


Source link