Neste movimento de Natal só entram marcas fundadas por mulheres – Marketeer

Neste movimento de Natal só entram marcas fundadas por mulheres – Marketeer

«Dados mostram que são os pequenos negócios e os geridos por mulheres os mais afectados em situações de crise económica», sublinha Olga Kassian fundador da Wonther e responsável por esta acção. «Há um relatório sobre o impacto da Covid-19 nas PMEs que mostra que negócios liderados por mulheres têm maior probabilidade de fechar. É com base em análises como esta que nos juntámos a outras marcas», conta.
Promover a própria insígnia mas também o trabalho de outras marcas portuguesas de mulheres é o objectivo de Women Sparkle Christmas. «Acredito que a solidariedade entre mulheres é algo muito poderoso e que, quando é utilizada, pode trazer grandes retornos em todos os sentidos, inclusive nos negócios. Este Natal, é importante sermos solidárias entre nós e criar esta corrente de marcas portuguesas fundadas por mulheres que nos torna ainda mais fortes», acrescenta Olga Kassian em comunicado.

Para que os consumidores se sintam incentivados a participar neste projecto, todas as compras realizadas junto das marcas aderentes são sinónimo de um desconto que poderá ser usufruido noutros negócios do movimento.

Conheça as marcas aderentes:

8950 cosmética criada por Eglantina MonteiroAirosa Design criada por Inês VicenteClair Couture criada por Joana MacedoFava do Cacau criada por Adélia AzevedoHolística criada por Cláudia FonsecaIMAUVE criada por Inês de OliveiraInedit Design criada por Inês TeixeiraInusitado criada por Ana Brandão e Joana BernardoLimon Rose criada por Ana TorresMauvais Marie criada por Elsa BoucinhaMïa Mô criada por Alexandra FerreiraNazareth criada por Márcia NazarethPaparina criada por Ana AvelarPlume Organic criada por Ana NunesPura Creative criada por Francisca FériaTea of Mine criada por Siân CaladoWonther criada por Olga Kassian


Source link